Análise crítica do Congresso de Missões dos GMUH

novembro 29, 2007 at 5:12 pm 5 comentários

gideoesmissoes.jpg

Os Gideões Missionários da Última Hora (GMUH) é uma organização evangélica que faz um ótimo trabalho de missões por todo o mundo. Há vários missionários sustentados por esse ministério e os GMHU, tem feito um trabalho eficaz na Amazônia e no Nordeste. O propósito desse artigo não é contestar o trabalho missionário dos GMUH e nem a seriedade dos integrantes desse ministério, mas sim, analisar de maneira crítica, um evento anual e de grande sucesso: O congresso de missões dos GMUH.

 

Esse congresso reúne milhares de pessoas na cidade de Camburiú, em Santa Catarina , e é até prestigiando pelo governo local, pois há uma grande movimentação na cidade. É um dos eventos mais disputados por cantores e pregadores de cunho “avivalista”. Além disso, o congresso conta com a participação de famosos pregadores, como Marco Feliciano, Hidekasu Takaiama, Gilmar Santos etc.

 Antes da análise é preciso esclarecer que esse texto foi escrito por um pentecostal, pertencente à Igreja Evangélica Assembléia de Deus e que o objetivo não é ofender pessoas, mas como acima está foi exposto, o propósito é analisar esse congresso anual do GMUH.

Quais são os pontos críticos do evento?

  

01) Promove os manikos do pentecostalismo.

  Manikos é uma expressão na teologia pentecostal para designar as manifestações extravagantes atribuídas ao poder do Espírito Santo. Essas manifestações nada tem haver com os dons espirituais, mas são extra-bíblicos, e baseados em experiências de homens do passado. O fenômeno do “cair no espírito”, “risada santa”, “êxtase”, “unção dos animais” podem ser classificadas como manikos, pois não há base bíblica para tais manifestações.

No congresso dos GMHU é comum a promoção desses fenômenos, herdadas da “bênção de Toronto”. É certo que, esse congresso foi o maior divulgador de tais fenômenos no Brasil.

  

02) Não há visão apologética e de preservação doutrinária.

  

O evento é promovido por uma congregação pertencente à Assembléia de Deus, denominação pentecostal clássica. Apesar dessa base, não há visão apologética no congresso, exemplo disso foi à participação do Pr. Carlos Móises, líder unicista de uma seita que nega a doutrina da Santíssima Trindade.

 

A “renovação apostólica” tem o seu espaço no evento do GMUH. Geziel Gomes e Oriel de Jesus, agora dizem que são “apóstolos”. Esses dois pastores, que moram nos Estados Unidos, e os seus liderados, são constantes no congresso.

 

Um líder muito celebrado nos GMUH é Benny Hinn; sempre há menção honrosa ao seu nome por alguns pregadores. Benny Hinn é um dos mais controvertidos dos pregadores contemporâneos.

   

03) Promove um culto exclusivamente emocional

  

É claro que o homem é um ser emocional, isso faz parte da natureza humana. Mas não se pode esquecer que junto com a Queda de Adão, as emoções foram afetadas pelo pecado, assim como a racionalidade. Uma fé baseada em emoções tende ao fracasso.

 

O estilo de pregação no congresso é altamente emocional e pouca reflexiva. Os assuntos abordados nos sermões, isso quando há sermões, são de auto-ajuda ou triunfalistas. É claro que não são todos. Há pregações que, às vezes, são altamente sensacionalistas.

  

04) Crítica sem fundamento aos “não alinhados”.

  

Muitos pregadores desse congresso criticam duramente a quem não está alinhado com a forma adotada por eles. Um dos preletores há alguns anos, criticou o Congresso Mundial Pentecostal, realizado pela Assembléia de Deus em 1997, na cidade de São Paulo, pois “ali não houve milagres”.

 

Só é pentecostal quem se encaixa a aquela maneira extravagante de pentecostalismo, adotada pela maioria dos pregadores desse evento. Eles, na verdade, já criaram um estilo que permeia por todo o Brasil.

 

Os tradicionais já foram chamados de igrejas “sorveterianas”, isso é uma falta de respeitos aos irmãos tradicionais, que também são habitação do Espírito Santo, pois foram regenerados por Cristo.

  

Conclusão:

  

Tudo na vida cristã deve ser analisado a luz da Escrituras, mesmo que a verdade não agrade a alguns. Esse texto encerra com essa forte frase paulina: “Nada podemos contra a verdade, senão pela verdade”.

    Autor: Gutierres Siqueira, professor de EBD e membro da Assembléia de Deus.

Entry filed under: Apologia. Tags: .

Dons Espirituais: Reflexões pastorais sobre a interpretação e uso dos dons Pentecostalismo, Koinonia e Individualismo

5 Comentários Add your own

  • 1. lysbeth Induzzi Cajueiro  |  janeiro 27, 2008 às 2:45 pm

    amado…
    Sou pentecostal da Ass.de Deus de Valparaiso-Serra-Es, Pr. adilson Soares Santos que ora encontra-se em Portugal por 3 meses fazendo missões. estou me apresentando como uma senhora casada com 3 filhos, quase 15 anos de conversão, não sou batizada com o ES…enfim sou cristã e feliz com Jesus, porém, tenho dúvidas qto à críticas tão ferrenhas em torno disso ou daquilo outro , pq em se tratando das coisas de Deus, o acaso não tem lugar e tb o falso e a mewsmice, ameninice., o exagero, o espiritual demais e por aí vai, o eu, o eu penso , eu determino, eu aconteço…tanto eu, que o que interessa que é O “EU SOU”, fica no esquecimento, venho aqui reiterar votos de que sempre que possível venha a fazer comentários que nos enriqueçam e venham tirar dúvidas e evitar colocacões contra denominações.Gideões na realidade, fiquei ao presenciar um pastor vindo de Camboriu ao ES, dizer certas coisas fui ao evento um dia somente,minha cabeça não funciona p/certas idolatrias e sei o que…p/finalizar, sinto-me na obrigação como cristã não debater e sim combater como Paulo, abrir os olhos, e dizer aos nossos amados irmãos. COMBATI O BOM COMBATE ACABEI A CARREIRA E GUARDEI A FÉ. Amém…Deus o guarde

    Responder
  • 2. cicero  |  fevereiro 27, 2008 às 3:03 pm

    porquer nao coloca a relaçao de pregadores do comgresso?

    Responder
  • 3. josé vieira  |  março 2, 2008 às 2:16 am

    Caro irmão ,

    é muito bom analisarmos à luz da bíblia essas coisas mas com cuidado.Sabemos que sempre existiu meninice no meio da igreja,porém não podemos generalizar.Prefiro seguir o conselho de gamaliel “se este movimento for de homens não irá adiante como alguns que aqui se levantaram dizendo ser alguma coisa,mas se for de DEus deixai de mão esses homens,para não nos acharmos lutando contra Deus.”

    Responder
  • 4. Elaine menezes  |  dezembro 31, 2008 às 4:10 pm

    Sou uma serva do senhor Jesus cristo,e tenho muitos diplomas e certificados, sou obreira do ministerio Ass: Deus madureira. mas com tudo isto eu não me vejo no direito de criticar ninguem pois . o homem e a mulher que tem verdadeiramente oespirito de Deus . ele ama e suporta . o que eu tenho a disser é que tem muitos teologos que não faz ,e critica quem quer. ai de nossas igrejas se não existise os loucos do pentecolismo pois eles são os unicos que tem coragem de ir para as ruas pois eu fui em um deste trabalho em camburiu e fiquei maravilhada de ver como muitos pregadores com sua forma de pregar consegue trazer muitas alma para o senhor JEsus. enguanto nós mau conseguemos trazer algumas para nossas salas de aulas

    Responder
  • 5. Joel silva  |  janeiro 19, 2010 às 5:44 pm

    Eu também gostaria que os responsaveis pelo GMUH filtrassem melhor os pregadores, pois além de alguns querem apenas vossa promoçõa, contrariam os bons costumes e douttrinas enssinadas e vividas pela própria igreja anfitriã.

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Agenda

novembro 2007
S T Q Q S S D
    dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Most Recent Posts


%d blogueiros gostam disto: