Sob o fogo do ESPÍRITO

julho 6, 2008 at 2:02 am 1 comentário

 

 

Testemunha ocular relata fatos sobre o desdobramento do mover do Espírito em Azusa Street

Em 22 de maio de 1955, a senhora Flower e eu participávamos dos cultos da Bethel Pentecostal Church of Newark, em Nova Jérsei, onde tínhamos em mãos a cópia da edição da revista Pentecostal Evangel (Evangelho Pentecostal). Nós observamos na página 15 a nota de morte do ministro pioneiro pentecostal, Howard D. Stanley, com a idade de 79 anos.

A partida de Howard D. Stanley poderia ter sido sem importância se não fosse o fato de que ele foi um dos alunos de Topeka, Kansas. Esteve com aqueles que experimentaram o glorioso batismo no Espírito Santo em 3 de janeiro de 1901.

Na Escola Bíblica Betel, foi tomada, pelo corpo de estudantes, uma decisão instantânea, a partir dos estudos do livro de Atos, de que a evidência escriturística inicial do batismo no Espírito Santo é o falar em línguas, como o Santo Espírito nos dava a pronunciar.

Essa não foi a primeira vez, desde os tempos apostólicos, que o Espírito Santo tinha sido derramado, acompanhado de manifestações espirituais, que incluíam profecia e o falar em línguas, como bem notou em With Sings Following (Com os Sinais Seguindo), Stanley H. Frodsham. 1

Nos Estados Unidos havia movimentos do Espírito Santo tão cedo quanto os de 1854 em Nova Inglaterra, entre os que eram conhecidos como “O povo doador”. Em Moorhead, Minnesota, em 1903, sob o ministério de John Thompson, o ministro da Missão Sueca, o Espírito Santo foi derramado e aqueles que receberam o Espírito falaram em línguas. A influência desse avivamento permaneceu conosco até esse dia.

Então nós aprendemos da Igreja de Deus, que o Espírito Santo derramado nos primeiros dias dessa comunidade na Shearer School House em Cherokee Country, Carolina do Norte, é que todos aqueles que foram batizados no Espírito Santo falavam em línguas, outras profetizavam e os milagres de cura ocorriam.

Enquanto haviam notáveis moveres do Espírito Santo nos quais os crentes falavam em outras línguas, profetizavam e as curas de doenças eram experimentadas, nenhum desses reavivamentos floresceu no Movimento Pentecostal, mas foram resultado do revestimento do Espírito que veio por volta da virada do século na Escola Bíblica Betel de Charles Parham.

Quando os estudantes daquela escola bíblica julgaram em seus estudos das Sagradas Escrituras que a evidência do batismo no Espírito Santo é o falar em línguas, eles então permaneceram firmes e esperaram essa experiência até que o tempo da inauguração de um movimento chegou e foi circundar o mundo, tornando-se fortificado em todos os continentes e em quase todas as nações do globo.

Nós estávamos vivendo o período no qual a ciência tinha conseguido a excelência no átomo, e nós ouvimos sobre a fissão nuclear e o encadeamento de nações. Isso poderia parecer que há um paralelo entre a descoberta dos segredos do átomo e o derramamento do Espírito Santo.

Em primeiro de janeiro de 1901, uma jovem senhora chamada Agnes N. Ozman, aluna da Escola Bíblica de Topeka, Kansas, pediu que mãos se estendessem sobre ela, porque queria receber o Espírito Santo, de acordo com o exemplo registrado no livro de Atos. Embora os líderes da Escola tivessem todo receio pela autoridade que possuíam, eles responderam ao pedido impondo as mãos sobre ela e Deus honrou a fé de Agnes, batizando-a no Espírito Santo. Ela falou em línguas e glorificou ao Senhor.

Esse é um átomo espiritual que explodiu e produziu uma nuvem de efeitos. As partículas ativadas difundiram-se pelo Kansas, para o Missouri, ao Texas, e finalmente a Los Angeles, na Califórnia. Dali expandiu-se para todas as partes da Terra. Com a possível exceção da Igreja de Deus e da Casa das Meninas, na Índia, dirigida por Pandita Ramabai, toda unidade pentecostal em existência hoje pode ser trilhada de volta a esse ignorado começo no Estado do Kansas.

Os recém-batizados estudantes foram inspirados para começar primeiro pela adjacência da Escola, depois pelas cidades vizinhas incluindo Lawrence; Kansas City; Galena, Kansas e Joplin, Missouri. A história do Movimento Pentecostal avivando Galena em 1903, em Orchard e Houston, Texas, em 1904 e 1905, é registrada em With Sings Following, que é leitura importante. 2

O derramamento do Espírito Santo em Los Angeles, e o avivamento na Missão da Azusa Street foi, de fato, um estopim e um efeito da reação em cadeia.

William J. Seymour, o pregador negro da santidade, chegou em Los Angeles sob a influência do Movimento da Fé Apostólica (como o movimento pentecostal ficou primeiramente conhecido) em Houston, Texas.

Embora tenha sido admoestado pelos irmãos a não ir a Los Angeles até que recebesse o batismo pentecostal, Seymour, todavia, sentiu-se impelido a aceitar o convite que lhe foi feito. O resultado de sua ida para Los Angeles é bem conhecida, pois em Los Angeles, Califórnia, em 9 de abril de 1906, quando as primeiras pessoas na cidade receberam o Espírito Santo, de acordo com a promessa, outro átomo espiritual foi explodido, o qual espalhou a mensagem pentecostal até os confins da Terra.

O brilho dessa explosão pentecostal foi tão grande, que muitos não se aperceberam das ligações em cadeia. Isso pode ser traçado de volta até Houston, onde o grande avivamento pentecostal ainda estava em progresso, e ainda mais longe de volta à escola Bíblica Betel.

O Movimento da Fé Apostólica, que se centrou em Houston, foi crescendo gradualmente em poder espiritual e influência. Tem sido estimado que, por volta desse tempo (1955) existirem cerca de mil pessoas no meio oeste batizadas no Espírito Santo e 60 ou mais ministérios reconhecidamente pentecostais. O original Movimento da Fé Apostólica no sudoeste foi destinado a formar o núcleo da Assembléia de Deus alguns anos mais tarde. Deve ser notado que em 20 de dezembro de 1913, a edição de Word and Witness (Palavra e Testemunho), um periódico pentecostal publicado em Malvern, Arkansas, a lista de 352 ministros reconhecidos do Movimento foi publicada, muitos dos quais estavam trabalhando para Cristo nos estados do Meio-oeste.

O grande ímpeto para a expansão da mensagem pentecostal mundialmente veio de Los Angeles. Foi lá que as Boas-Novas se expandiram para o mundo pelo boca-a-boca e pela palavra impressa. Foi para Los Angeles que centenas de ministros se encaminharam e receberam o Espírito Santo na plenitude pentecostal, e então se difundiu a mensagem para todas as partes dos Estados Unidos e Canadá. O periódico, Apostolic Faith (Fé Apostólica), publicado em Los Angeles, também foi um instrumento para levar a mensagem para muitos cristãos famintos, que, inspirados pelo que estava acontecendo em outra parte, procuraram ao Senhor diligentemente, difundindo deste modo o fogo em suas comunidades que ainda não tinham sido tocadas pelas mensagens pregadas pelas personalidades de Los Angeles.

C. H. Manson, um ministro negro da santidade, deixou sua casa em Menphis, Tennessee, e foi a Los Angeles em 1906. Lá recebeu o batismo pentecostal e de lá retornou para casa para difundir a experiência entre seu próprio povo. Ele foi o fundador da Igreja de Deus em Cristo, a qual, de acordo com que alegam, disputava um número de membros com a maior igreja pentecostal de brancos. C. H. Manson é altamente reverenciado tanto por negros quanto brancos pentecostais por causa de seu trabalho.

G. B. Cashwell, um ministro da Associação da Santidade da Carolina do Norte, veio a Los Angeles em 1906, recebeu o batismo no Espírito Santo e retornou à sua casa em Dunn, na Carolina do Norte, onde alugou um grande armazém e começou os encontros. G. B. Cashwell foi a ligação na expansão da mensagem pentecostal que se abriu para os estados do Sudeste.

Está registrado que, antes de 1907, estava concluído tudo ou aproximadamente tudo, os ministros de fogo batizados na Igreja da Santidade haviam recebido a experiência pessoal do batismo no Espírito Santo. Três grupos nos estados do Sudeste, que tinham recebido a mensagem por meio do irmão Cashwell, mais tarde combinaram e formaram a Igreja Pentecostal da Santidade.

Um ano depois de G. B. Cashwell ter voltado ao Sudeste, em janeiro de 1908 ele pregou em Cleveland, Tennessee, no encerramento da Conferência Geral da Igreja de Deus. A. J. Tomlinson, nessa época pastor da Igreja em Cleveland, recebeu o batismo pentecostal. Ele não foi o primeiro a aceitar a mensagem pentecostal, embora a igreja em que ele servia fosse pentecostal desde o derramamento pentecostal em 1896. Irmão Tolinson era de personalidade forte e líder capaz. Ele foi escolhido como moderador da Assembléia Geral de 1909. A igreja foi confirmada em sua posição pentecostal, e ao longo dos anos que se seguiram, foi contribuindo grandemente para a difusão da mensagem pentecostal.

Outros, influenciados por G. B. Cashwell, incluíam os dois evangelistas denominados H. G. Rodgers e M. M. Pinson. Esse homem levou a mensagem para Geórgia, Alabama e para o Mississipi. Eles também a divulgaram no sul da Flórida. Mais tarde, esses dois homens foram um instrumento para trazer para a Assembléia de Deus um número de igrejas que haviam sido criadas sob seu ministério no Sudeste. Entrementes, o fogo pentecostal foi levado ao Canadá por R. E. McAlister, irmão e irmã Hebden de Toronto, além de A. H. Argue, de Winnipeg. Não demorou muito para que a mensagem pentecostal fosse espalhada por todo o território.

A senhorita Ivey Campbell, mulher de profunda piedade, recebeu o batismo no Espírito Santo em Loas Angeles e levou a mensagem a Akron, Ohio.

No verão de 1907, aconteceu um glorioso encontro no campo Beulah Park em Cleveland, Ohio, onde muitos dos ministros e cristãos leigos e a Aliança Missionária viveram a experiência pentecostal. Muitos desses, mais tarde se aliaram à Assembléia de Deus. Outros continuaram com a Aliança, modificando suas visões relativamente ao falar em línguas, em conformidade com a posição da Aliança nessa matéria.

Os anos de 1906 a 1908 foram notáveis, porque durante esses anos a mensagem pentecostal foi propagada por todo mundo. Los Angeles e a missão da rua Azusa tornaram-se símbolos do pentecostes. O movimento, entretanto, estava fora de controle, por causa dos novos centros que estavam sendo estabelecidos e que não tinham particular submissão à missão da rua Azusa. Periódicos começaram a aparecer seguindo o estilo dos primeiros periódicos surgidos, publicados em Houston, Texas, o Apostolic Faith (Fé Apostólica), e o segundo que possuía o mesmo nome, mas que era publicado em Los Angeles.

Outros periódicos logo surgiram, como o: The Bridegroom’s Messenger (Mensagem do Noivo), publicado em Atlanta, Geórgia; The way of Faith (Caminho da Fé) de Columbia, Carolina do Sul; The New Actos (Os novos Atos), Alliance, Ohio; The Latter Rain Evangel (Evangelho das últimas chuvas), e Pentecostal Testimony (Testemunho Pentecostal), Chicago, Illinois; The Church of God Evangel (Igreja de Deus da Boa-nova), Cleveland, Tennessee; The Pentecostal Holiness Advocate (Defensor da Santidade Pentecostal), Franklin Springs, Geórgia. Todos esses contribuíram para difundir o movimento pentecostal que estava imediatamente tão longe quanto a liderança da Missão da Rua Azusa ou o grupo de Houston, Texas, pudessem se preocupar. O Movimento da Fé Apostólica tinha de fato se tornado o Movimento Pentecostal, e o vigor para ser reconhecido no mundo religioso.

Mas a propagação do Movimento não ficou confinada aos Estados Unidos e Canadá. Ele foi propagado além-mar a todo continente, e a rapidez com a qual a reação em cadeia tomou lugar foi surpreendente também.

Quem pode entender os caminhos do Senhor? Quem poderia imaginar a conseqüência da decisão feita pelo pastor T. B. Barrat de visitar os Estados Unidos em 1906? Pastor Barrat, ministro da Igreja Metodista em Christiania, Noruega, visitou a América para pedir fundos para abrir uma missão numa cidade grande, próxima à capital do seu país. Sua angariação de fundos não foi bem-sucedida, mas ele veio a ter contato com a Missão da Fé Apostólica em Nova Iorque, que lhe conduziu à convicção das suas necessidades espirituais. Barret abriu seu coração e não tardou a receber o batismo pentecostal em 7 de outubro de 1906. O pastor Barrat retornou para casa e, sob seu ministério, o avivamento tomou conta da Noruega, em janeiro de 1907.

Christiania, mais tarde denominada Oslo, tornou-se o centro da reação em cadeia que carregou a mensagem pentecostal para a Suécia, Inglaterra, Dinamarca, e muitos outros lugares no continente. Pastor Lewi Pethrus leu sobre os encontros de Barret em um jornal de Estocolmo em janeiro de 1907, e foi a Oslo. Por meio desse contato, a mensagem pentecostal foi introduzida na Suécia.

A. A. Boddy, diretor da Igreja Episcopal de Todos os Santos em Suderland, Inglaterra, ficou quatro dias com o pastor Barrat, e depois retornou para casa. Sob seu ministério, foram despejadas em abundância as últimas chuvas em Suderland, em setembro de 1907. A primeira cidade na Escócia a experimentar o batismo das últimas chuvas foi a cidade de Kilsyth, também no ano de 1907. Dois missionários foram de Oslo para a Suíça, levando a mensagem pentecostal a esse país em 1908.

A África do Sul foi visitada pelo avivamento pentecostal no início de 1908. Thomas Hezmalhalch foi de Los Angeles para Indianópolis, em março de 1907. Ele e seu grupo então voltaram a Zion, Illinois, onde Deus deu a eles projeção ao ministério pentecostal. O trabalho em Zion foi aberto em 1906 por Charles F. Parham, o líder do Movimento da Fé Apostólica em Houston, Texas; por isso o grupo ficou bem preparado para o ministério de Hezmalhalch. Seguindo esse encontro, o grupo retornou à Indiana e os planos eram organizar o grupo para ir à África do Sul. A caravana consistia de Thomas Hezmalhalch e esposa, John G. Lake e esposa, J. O. Lehman, Lois Schneiderman, entre outros, que deixaram a América e foram diretamente para Johannesburg. Os mesmos sinais que seguiram o ministério da Palavra nos Estados Unidos foram experimentados no Sul da África, e a Fé Apostólica nasceu. Mais tarde, obreiros retornaram à América, mas as sementes plantadas continuaram a germinar até que a Missão da Fé Apostólica alcançasse as proporções atuais (em 1955).

O que mais poderíamos dizer? Os primeiros missionários foram à China e para a Índia. O livro da senhorita Minnie Abrams intitulado, The Baptism of the Holly Ghost an Fire (O Batismo no Espírito Santo e com Fogo), que descreve o avivamento na casa das meninas dirigida por Pandita Ramabai, caiu nas mãos de W. C. Hoover, missionário Metodista no Chile, em 1907. Como resultado, o Espírito Santo foi derramado no Chile sob o ministério do irmão Hoover, em julho de 1909.

Durante esses primeiros anos, a mensagem pentecostal foi carregada por um encadeamento espiritual na Alemanha, na Europa Oriental, Rússia, Bulgária, Hungria, Itália, Egito, muitas partes da África, Índia, China, Japão, Américas Central e do Sul, Austrália e Nova Zelândia. Seria impossível contar toda a história.

Centenas e centenas, talvez milhões de almas tenham sido esclarecidas com o privilégio em Cristo de receberem a plena salvação, e tenham recebido o batismo no Espírito Santo. Os Atos dos Apóstolos têm sido repetidos em grande escala, os quais ultrapassam as almejadas expectativas dos pioneiros. Como o final será, ninguém pode possivelmente saber.

Por, J. Roswell – Foi secretário das Assembléias de Deus, em 1914. Esse artigo foi publicado em 29 de janeiro de 1956. Traduzido e publicado com autorização do Pentecostal Evangel.
Mensageiro da Paz (CPAD) – 2006.

NOTAS

1 FRODSHAM, Stanley H. With Signs Following, (Springfield, Mo.: Gospel Publishing House, 1941), 253-2262.
2 Ibid., 19-29.

Entry filed under: Pentecostalismo Clássico. Tags: .

Pneumatologia, por Gordon Chown Somos deuses?

1 Comentário Add your own

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Agenda

julho 2008
S T Q Q S S D
« jun   set »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Most Recent Posts


%d blogueiros gostam disto: